Usina Governador Bento Munhoz da Rocha Netto

Usina Gov Bento Munhoz da Rocha Netto

A Usina Governador Bento Munhoz da Rocha Netto é a maior usina da Copel. Possui capacidade de 1.676 MW de potência. Está localizada no rio Iguaçu, distante 5 km da jusante da foz do rio Areia e 240 km de Curitiba, no município de Pinhão.

A usina teve suas obras iniciadas em 1975, a barragem foi concluída em 1979 e a usina em 1980, quando começou a operar. Sua construção provocou a desativação da Usina Salto Grande do Iguaçu, primeiro aproveitamento no rio Iguaçu com 15,2 MW. Salto Grande funcionou de 1967 a 1979.

O nome da usina, anteriormente denominada Foz do Areia, é uma homenagem ao Governador Bento Munhoz da Rocha Netto, que liderou o Paraná de 1951 a 1955 e realizou muitas obras importantes, como a construção do Centro Cívico de Curitiba e a criação da Copel, em 26 de outubro de 1954.

Informações técnicas

Em maio de 1973, a Copel obteve a concessão para construir a Usina Foz do Areia. Para a implantação da barragem, as águas do rio foram desviadas em uma única fase, utilizando dois túneis localizados na margem direita, com diâmetro de 12 m cada e capacidade de vazão conjunta de 3.800 m3/s.

A barragem é de enrocamento compactado com face de concreto. Foi a primeira a ser construída no Brasil e a maior do mundo no gênero na época, com 160 m de altura e 828 m de comprimento. A construção da barragem foi iniciada em fevereiro de 1977, sendo concluída em dezembro de 1979.

A estrutura da tomada d’água encontra-se na margem direita e dispõe de seis comportas que controlam a passagem da água através dos condutos forçados, em túnel, que terminam na casa de força. Em sua parte superior está instalado um pórtico rolante com 135 t de capacidade para a movimentação das comportas.

O vertedouro, tipo calha, escavado a céu aberto, está localizado na margem esquerda. Foi projetado para uma descarga máxima de 11.000 m3/s. Tem como característica torres verticais localizadas nos muros e nos degraus da calha, permitindo a incorporação de ar dentro do fluxo de água em escoamento, visando atenuar o efeito da cavitação produzida por mudanças rápidas de velocidade que podem danificar a superfície de escoamento do vertedouro.

A subestação elevadora é do tipo blindada isolada a gás SF6, do tipo semi-abrigada situa-se logo acima da casa de força. Foi projetada para seis unidades geradoras. Sobre a casa de força está instalado um pórtico com capacidade para 800 t, que pode atender as comportas de jusante, o interior da casa de força e os transformadores da subestação. Dentro da casa de força existe uma ponte rolante de 50 t. Atualmente, a Usina Gov. Bento Munhoz da Rocha Netto opera com quatro unidades geradoras de 419 MW de potência cada.

Devido a uma prolongada estiagem de 1977 a 1978, que provocou racionamento de energia em Curitiba, as obras foram aceleradas permitindo sua inauguração em 12 de dezembro de 1980. Suas unidades geradoras eram, então, as maiores em operação no Brasil.

Para mais informações sobre a usina, acesso a relatórios e estudos ambientais ou cópias de licenças, entre em contato por e-mail: comunicacao.get@copel.com.