Usina Derivação do Rio Jordão

A usina hidrelétrica Derivação do Rio Jordão possui capacidade de 6,5 MW de potência está a 5 km da Foz do Rio Jordão, no município de Reserva do Iguaçu.

De reduzidos impactos ambientais, estudados e previstos no Relatório de Impacto Ambiental de Segredo, a obra de construção da usina foi iniciada em maio de 1994 e concluída em outubro de 1996, sendo que a pequena central hidrelétrica entrou em operação em dezembro de 1997.

Informações técnicas

Desde os primeiros estudos realizados para o aproveitamento hidrelétrico de Segredo, as águas do rio Jordão foram consideradas como integrantes do projeto. Inicialmente previa-se a construção de barragem única, imediatamente a jusante da Foz do Rio Jordão. Em função da implantação da Usina de Salto Santiago numa cota mais alta do que a originalmente prevista, foi adotada a solução da construção da Usina Hidrelétrica de Segredo já com motorização suficiente para absorver as vazões do rio Jordão, que seriam incorporadas ao seu reservatório mediante a construção de uma barragem e de um túnel de interligação entre os rios Jordão e Iguaçu.

A barragem é do tipo gravidade e empregou a tecnologia do concreto compacto a rolo (CCR), que dispensa o uso de armaduras e demanda menor consumo de cimento que as estruturas em concreto convencional. O vertedouro incorporado a barragem é do tipo soleira livre, permitindo a passagem da vazão excedente sem a necessidade de comportas. Para perenizar o trecho final do rio Jordão a jusante da barragem até sua foz no rio Iguaçu, foi mantida uma vazão remanescente mínima de 10 m3/s, que é aproveitada para gerar energia em uma usina. Sua casa de força é do tipo semi-abrigada equipada com grupo gerador de 6,5 MW, aproveitando uma queda líquida de 71,5 m.

Para mais informações sobre a usina, acesso a relatórios e estudos ambientais ou cópias de licenças, entre em contato por e-mail: comunicacao.get@copel.com.