Programa Copel Volt busca startups para inovação aberta

Publicado em 23 de agosto de 2021

A Copel, maior empresa do Paraná e uma das 7 maiores do setor elétrico no Brasil, lança nesta segunda-feira (23) o programa de inovação aberta Copel Volt. Voltado a startups nacionais e internacionais, o programa contará com investimentos de R$ 1,5 milhão para financiar provas de conceito e gerar soluções voltadas ao mercado de energia, que podem resultar em novos negócios tanto para a Companhia como para as startups contempladas. 

As inscrições já estão abertas e podem ser feitas pelo site www.copelvolt.com. A iniciativa vem para alavancar novos produtos e serviços na área de energia e fortalecer o posicionamento da Copel junto ao ecossistema da inovação. “Dessa vez, vamos para o mundo, buscar as melhores e mais arrojadas soluções para os nossos desafios junto a startups nacionais e internacionais”, afirma o diretor presidente da Copel, Daniel Slaviero. 

O programa iniciou com uma chamada pública, no final do ano passado, resultando na contratação de uma assessoria especializada em implantação de programas de inovação aberta em grandes empresas, a Beta-i. Desde então, a assessoria se debruçou em avaliar e desenhar para o mercado os desafios propostos pela Copel às startups.  

O objetivo é atrair startups com soluções já em operação no mercado nacional e internacional e financiar até 5 provas de conceito, a partir da seleção dos melhores projetos. “Para isso, disponibilizaremos mentoria especializada e os recursos financeiros necessários. E os resultados poderão abrir uma série de oportunidades, tanto para a Copel como para as startups selecionadas”, destaca o diretor de Desenvolvimento de Negócios da Copel, Cassio Santana.  

Vale lembrar que não será limitada a área de atuação das startups inscritas, uma vez que os desafios englobam temáticas que vão além do segmento de energia. “É a oportunidade perfeita para testar as soluções em um cenário real, com muita troca e aprendizado, aproveitando o know-how de uma empresa que tem 67 anos de história e que sempre se pautou por criar soluções para o segmento de energia”, diz o superintendente da Coordenação de Inovação da Copel, Carlos Diego Pedroso. 

Desafios 

Como geralmente acontece nos programas de inovação aberta, as empresas lançam os desafios enfrentados em suas áreas de negócios e no setor em que atuam para atrair projetos capazes de solucionar suas demandas de forma inovadora.  

Os desafios do programa Copel Volt seguem as seguintes temáticas: 

  • Relacionamento com o cliente, focado em soluções digitais. 
  • Energia e além da energia, voltado à diversificação de fontes de receita. 
  • Novos modelos de negócios. 
  • Processos internos inovadores. 
  • Energia limpa e novas matrizes energéticas. 
  • Eletromobilidade. 
  • Gestão de ativos e instalações. 
  • Armazenamento de energia. 

Fases 

As inscrições vão de 23 de agosto a 4 de outubro. Haverá uma análise e seleção preliminar, e as startups escolhidas irão para a etapa do pitch-day, quando poderão demonstrar à Copel as soluções propostas. O anúncio dessa seletiva acontece em 27 de outubro.  

O pitch-day será em 4 de novembro, e a partir dele, uma nova seleção afunilará as startups que irão para a próxima etapa, o bootcamp (de 10 a 12 de novembro), quando haverá mentoria e afinamento dos pilotos junto ao time da Copel. Espera-se 15 selecionadas nesta etapa, das quais 5 irão para a fase final do programa, de elaboração das provas de conceito – PoCs, entre 22 de novembro e 25 de março de 2022. A expectativa, aqui, é provar soluções já validadas no mercado que possam atender aos desafios do Copel Volt e gerar negócios.  

Finalmente, haverá o demo-day, em 30 de março do ano que vem, quando as finalistas poderão apresentar publicamente o que desenvolveram e os resultados alcançados. O programa poderá se desenrolar 100% online. Após os resultados, a Copel e as startups avaliarão a possibilidade de estabelecer novos negócios em conjunto e o alcance de novos mercados. Saiba mais: www.copelvolt.com