EletriCidadania comemora Dia Nacional do Voluntariado

Publicado em 28 de agosto de 2021

Na última sexta-feira, 27 de agosto, aconteceu um encontro online para comemorar o Dia Nacional do Voluntariado (28/08) e o encerramento da primeira edição do projeto Ciclo de Profissões, que promoveu troca de ideias e mentoria para jovens e adolescentes. 

O evento foi conduzido pela coordenadora do programa de voluntariado empresarial Tecpar em Ação, Hosana Lopes Francisco. “Nós podemos e devemos ajudar jovens e adolescentes a responderem bem à realidade que os cerca, trabalhar com eles objetivos e metas realistas, além de mostrar que todos têm responsabilidade sobre suas escolhas”, afirmou Hosana. 

A abertura do evento teve a participação da coordenadora do programa EletriCidadania, Adriana de Campos Souza. “Foi a primeira vez que coordenamos um projeto de voluntariado online e tivemos uma procura bastante grande, com 140 voluntários inscritos, sendo que a maior parte se disponibilizou também para a fase de mentoria, com 90 voluntários treinados para serem mentores”, contou Adriana. 

Um dos desafios do Ciclo de Profissões foi convocar jovens, levando em consideração que a maior parte das instituições atendidas pela Copel e pelo Tecpar atende crianças. “No fim deu tudo certo, cada voluntário teve seu mentorado, e o resultado foi superpositivo, superou nossas expectativas, estamos muito felizes com esse projeto e pretendemos fazer uma nova edição ano que vem”, afirmou Adriana. 

Depoimentos 

A copeliana Esther Ribeiro Wowk, que trabalha na área de planejamento da Companhia, abriu os depoimentos sobre o projeto. “Nosso departamento incentiva a participação em ações voluntárias, sempre que posso me envolvo e o Ciclo de Profissões me surpreendeu, pois a Rhayane, minha mentorada, também virou minha amiga, uma pessoa determinada, que se desenvolveu bastante ao longo do projeto e está preparada para o que vier. É muito enriquecedor poder participar dessa ação e sou muito grata à Rhayane pela oportunidade”, afirmou Esther. 

A voluntária do Tecpar, Virlene Coturi, estreou como voluntária no Ciclo de Profissões por um motivo bem especial. “Esse programa me chamou atenção, sou mãe de adolescente de 16 anos, então vivo em casa esse momento de desafios dos jovens. A mentoria foi bem interessante, pude passar pra minha mentorada vivências da minha profissão e trocar muitas experiências”, contou Virlene. 

Fabio Corrales, da divisão de certificação do Tecpar, relatou também um lado diferente do projeto. “Foi uma experiência muito desafiadora para mim, não tenho convivência com adolescentes, no começo o contato remoto foi um pouco difícil. Vale apontar que em alguns casos pode ser um pouco prematuro questionar um adolescente que ainda está saindo da infância, aos 12 ou 13 anos, quais são os planos de vida para dali a cinco ou dez anos, mas aos poucos vencemos essas barreiras e pudemos conversar de fato sobre expectativas em relação ao futuro profissional”, contou Fabio. 

Jessica Bom, bióloga da Copel, também teve um grande desafio durante o Ciclo de Profissões. “Quando conversei com a mentorada, ela contou diversos sonhos diferentes, da medicina ao canto, uma troca que fluiu bem no primeiro encontro. No entanto, a partir do segundo encontro, fomos perdendo o contato, o que também serviu de aprendizado, afinal, faz parte do processo aprender mesmo quando as coisas não acontecem como a gente esperava”, contou Jessica. 

O evento também teve a participação de duas mentoradas. A estudante Letíccia Leite de Assis contou que as conversas durante a mentoria abriu seus olhos para muitas oportunidades. “Fiz um plano de vida e tracei um caminho até diferente do que eu imaginava, o que me deu ideias de cursos pra fazer, foi muito bom”, contou Letíccia. 

Rhayane Luara, também estudante mentorada pelo projeto, aproveitou a oportunidade ainda mais quando conheceu melhor do que se tratava. “No começo achei que era um estágio ou programa de menor aprendiz, depois entendi melhor o programa e gostei muito, trabalhei minha ansiedade, passei a me organizar melhor, me apaixonei pela mentoria, aprendi muito”, contou Rhayane. 

Por fim, aconteceu a palestra “Seja você a mudança que quer ver no mundo”, com Samantha Jones, diretora da plataforma V2V.net. O evento está disponível no canal do Tecpar no YouTube: Seja você a mudança que quer ver no mundo