Cultivar Energia inaugura horta comunitária em Umuarama

Publicado em 20 de agosto de 2021

O programa Cultivar Energia oficializou a destinação de uma área sob linhas de alta tensão em Umuarama, Noroeste do Estado, para a produção de alimentos e geração de renda através do cultivo de hortas comunitárias. O terreno disponível para as famílias voluntárias tem 21 mil metros quadrados e fica no Jardim São Cristóvão. Esta é a nona unidade do programa, que já possuía hortas em operação nas cidades de Curitiba (3), Maringá (3), Cascavel (1) e Ponta Grossa (1).

A iniciativa tem a parceria da prefeitura municipal, responsável pela solicitação da área, mobilização das famílias, fornecimento dos primeiros insumos para a formação dos canteiros e pelo acompanhamento da implantação. O prefeito de Umuarama, Celso Pozzobom, participou da cerimônia de lançamento e garantiu o apoio da administração municipal ao projeto. “Neste primeiro momento, vamos disponibilizar máquinas e equipamentos necessários para a feitura dos canteiros, adubos e principalmente orientações técnicas, por meio de engenheiro agrônomo do município, que já está participando das reuniões com as famílias”, contou.

Equipe da Copel com o prefeito Celso Pozzobom

Já o cercamento, aterramento e sinalização da área foram realizados pela Copel. A facilitadora do programa na região, Elisa Kazue Tanaka Nagahama, destacou que a parceria com a prefeitura e com os moradores é fundamental para a continuidade e o sucesso do projeto. “Vemos a dedicação de todos os envolvidos e estamos confiantes de que esta horta se tornará um exemplo, promovendo o aproveitamento do espaço sob as linhas e benefícios para toda a comunidade”, declarou.

A nova horta tem 21 famílias interessadas em participar do programa. Um dos primeiros voluntários cadastrados foi Amauri Pereira, que mora em frente ao terreno. Ele já plantava ervas e temperos em vasos, e agora está iniciando o cultivo de canteiros, com temperos e hortaliças. O mesmo caminho querem trilhar Antônio Santos e Maria Carolina Toná. Casados há três anos, os dois fizeram o curso técnico em agronegócio, e Maria Carolina agora cursa Agronomia. Eles querem aproveitar a oportunidade para ampliar conhecimentos e praticar o que já aprenderam com os estudos. “Nós soubemos do programa por amigos daqui. Pretendemos frequentar a horta praticamente todos os dias, e plantar cenoura, beterraba e milho”, conta ela.

Na última semana, elas receberam orientações de segurança por parte da Copel. O técnico Walter Luiz Fagundes dos Santos falou sobre as espécies que podem ser plantadas sob as linhas e sobre as medidas necessárias para evitar a ocorrência de acidentes, como o uso de equipamentos individuais de proteção, a proibição de utilizar agrotóxicos, e os cuidados para manter distância das torres.

Participaram ainda da cerimônia de abertura da nova horta o representante da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Turismo (Sedest), Luiz Cardoso, os diretores municipais de Assuntos Comunitários e Agricultura e Pecuária, o presidente da Câmara de Vereadores, Fernando Galmassi, e o gerente regional de Serviços da Copel, Roberto Ponce Martins.

SUSTENTABILIDADE – O programa Cultivar Energia iniciou em 2013, e está diretamente vinculado à sustentabilidade social e ambiental e aos objetivos preconizados pela Organização das Nações Unidas (ONU) para o uso racional dos recursos naturais do planeta. Entre eles, especialmente o ODS 2, dedicado à erradicação da fome e à agricultura sustentável; o ODS 10, para redução das desigualdades entre os países; e o 17, que visa a fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável. Mais informações sobre o programa estão disponíveis em vídeos do canal da Copel no YouTube.